Search

Como tirar o visto canadense: passo a passo

Conteúdo atualizado em 11 de junho de 2024

O Canadá é um dos destinos de língua inglesa mais procurados pelos brasileiros. O país oferece muitas opções para quem quer estudar inglês mas também atrai um bom número de turistas por suas belezas naturais, pela relativa proximidade e pela facilidade de conseguir o visto.

Mas embora na prática dificilmente alguém tenha o visto negado, obtê-lo é um processo relativamente burocrático. Nós passamos por todo o processo recentemente (março/2024) e vamos compartilhar aqui o passo a passo para tirar o visto canadense para todos aqui em casa (dois adultos e duas crianças, de 11 e 14 anos).

O que é preciso saber antes de solicitar o visto canadense

Antes de iniciar o processo para solicitar o visto canadense para turismo (que foi o nosso caso), é bom já esclarecer alguns pontos:

  1. Certifique-se da validade do seu passaporte (e de quem mais for viajar com você). Ele tem que estar válido até o final da sua estadia no Canadá. Na dúvida, faça um passaporte novo.
  2. Prepare-se para preencher um longo formulário e contar minúcias da sua vida. No formulário de solicitação do visto há muitas perguntas pessoais – desde nome, profissão e endereço dos seus pais a detalhes dos últimos 10 anos da sua vida profissional. Além daquelas perguntas de praxe sobre antecedentes criminais.
  3. Toda a comunicação do processo é feita através do portal IRCC. O formulário e as mensagens de alteração de status ficam disponíveis na conta do solicitante, criada no primeiro acesso. Vale dizer que não há opção do site em português, somente em inglês e francês (as línguas oficiais do Canadá).
  4. O processo é diferente para quem já tem o visto dos EUA. Para quem já tem o visto americano, o processo de obtenção do visto canadense é infinitamente mais fácil – falaremos disso mais adiante.
  5. Em condições normais, não é solicitada uma entrevista no consulado. Mas vai ser necessário agendar um horário e comparecer pessoalmente em um dos locais autorizados pelo consulado canadense para fazer a biometria (coleta das digitais e foto). Os únicos casos isentos de biometria são crianças menores de 12 anos e adultos maiores de 80.
  6. O processo do visto canadense é intermediado por uma empresa. A VSF Global é a parceira responsável pela coleta da biometria e pelo envio dos passaportes ao consulado canadense (e cobra por isso).
  7. Uma única pessoa pode ficar responsável pela solicitação da família toda. Essa é uma das primeiras perguntas do formulário de solicitação do visto – se é uma solicitação individual ou em grupo. Aqui em casa eu (Cintia) fiz todo o processo para nós quatro. Dessa forma fica bem mais fácil administrar as notificações e fazer o agendamento da biometria.
  8. Prepare-se para desembolsar uma quantia considerável. O custo oficial do visto é 100 dólares canadenses (pouco mais de 500 reais no câmbio atual) por pessoa. Além disso, é cobrada uma taxa para a biometria e para o envio do passaporte. No total, o custo por pessoa pode ficar cerca de R$ 700 a R$800.
  9. Uma vez emitido o visto, ele é válido por 10 anos. O visto de turismo permite que o visitante permaneça por até 6 meses no país.

Como solicitar o visto canadense

Antes de tudo, é preciso esclarecer que o processo descrito aqui vale somente para quem é cidadão brasileiro (não vale para outras nacionalidades ou para quem tem dupla nacionalidade) e para quem vai viajar para o Canadá a turismo, pois foi essa a nossa experiência.

O processo descrito neste post também não vale para quem já tem o visto para os Estados Unidos. Neste caso, o turista solicita o Electronic Travel Authorization (eTA): através do preenchimento de um formulário eletrônico o visto é concedido em poucas horas, a um custo bem menor (7 dólares canadenses, em março/2024). Cidadãos de alguns outros países, como o México, também podem ser elegíveis para o eTA – para saber mais, consulte o site IRCC.

Vale dizer também que o processo de solicitação do visto canadense é burocrático e meio chatinho, mas não é complicado. Basta seguir as instruções cuidadosamente, preencher com todas as informações e providenciar os documentos e os pagamentos solicitados. Lembrando que todas as informações e formulários estão em inglês e devem ser preenchidos também em inglês (ou francês, há essa opção pois ambas são línguas oficiais no Canadá – não há opção de traduzir os sites para português).

Como começar o processo de solicitação do visto canadense

Se quiser começar do zero mesmo e acessar todas as informações para visitar o Canadá, sugiro acessar a página Visit Canada. Ali constam todos os detalhes para os diferentes tipos de visita (turismo, estudo, imigração) de acordo com a nacionalidade do solicitante. Clicando em Apply for a visitor visa e depois em How to apply, o solicitante é direcionado para uma página de perguntas sobre o tipo de visita que se deseja. Para quem vai a turismo, a resposta é “to visit as tourist” – e escolhendo essa opção, após a lista de documentos necessário no final da página, há um botão escrito “Sign in to the IRCC portal”.


Escolhendo o tipo de visto

O portal IRCC é o meio oficial de solicitação para o visto canadense. Uma vez direcionado para ele, é preciso criar um login e uma senha. Guarde com cuidado essas informações pois todas as atualizações de status do processo serão feitas por ali.

Abaixo um print da tela que direciona para o IRCC Portal e um resumo de como é a solicitação do visto: criar a conta e entrar no portal, preencher os formulários com as informações necessárias, e fazer o pagamento da taxa com cartão de crédito (as bandeiras aceitas já são informadas aqui).


resumo do processo de solicitação do visto canadense

Preenchendo os formulários no IRCC

Como já dito acima, é através do IRCC Portal que é feito todo o processo de solicitação do visto e todas as atualizações do processo ficam registradas ali. O primeiro passo é criar o login e senha, e em seguida aceitar os termos e condições. É importante ressaltar que mesmo para turistas que vão a passeio (como foi o nosso caso), o visto a ser solicitado é o “visit, study or work in Canada as a temporary resident“. Ao contrário dos EUA, onde é necessário esclarecer a intenção da visita e solicitar o visto de acordo (turismo, negócios, trânsito, etc), para o Canadá todos os visitantes são considerados “residentes temporários” e uma vez concedido o visto e estando no país, a maioria pode ficar até 6 meses.

Outro ponto importante, informado já na primeira página após o login, é que, uma vez iniciado o processo, o solicitante tem até 60 dias para finalizar o formulário com todos as informações, documentos e pagamento da taxa. Estando ciente de tudo isso, é só clicar no quadradinho do fim da página e começar a solicitação.



O próximo passo é responder à pergunta se a solicitação é individual ou se inclui outros membros da família. Como já mencionado lá no início, é possível incluir todos da família num mesmo processo, o que facilita bem no acompanhamento – mas ainda assim é preciso preencher todas as informações para todos os membros do grupo. No nosso caso, fizemos um único processo para nós quatro.



As próximas perguntas são o tipo de visto que será solicitado, qual a finalidade da viagem e as datas de chegada e partida. Para quem vai a turismo, as respostas são “visitor visa”, “tourism” e as datas informadas podem ser aproximadas, caso não tenha as passagens ainda. O importante aqui é fornecer a intenção de estadia e mais ou menos quantos dias irá permanecer no país. IMPORTANTE: Todos os campos marcados com “Required” em vermelho são obrigatórios.



A partir desse ponto, são várias páginas de informações: dados pessoais, médicos, profissionais e até financeiros – é bom estar com tempo para preencher corretamente todos os campos. Em alguns casos, é solicitada uma cópia de documentos, foto ou outros uploads. Prepare-se para contar minúcias da sua vida rsrs! Até nome e profissão dos pais é preciso informar (se forem falecidos, deve-se informar a data de falecimento), assim como quanto dinheiro você pretende levar para o Canadá. E isso tudo para cada uma das pessoas do grupo, caso esteja aplicando para a família inteira.

Não é preciso preencher tudo de uma só vez – é possível iniciar o processo, salvar e continuar depois. O que já foi preenchido fica salvo.

Ao final do processo todo, a última etapa é o pagamento das taxas: 100 dólares canadenses por pessoa, mais a taxa da biometria, que varia de acordo com o número de pessoas. Nós pagamos pela biometria o total de 170 CAD (três pessoas, pois nosso caçula tinha menos de 12 anos).

Uma vez completa a solicitação, cada solicitante ganha um Application Number e o status da solicitação passa a ser Submitted. As notificações de alteração de status são enviadas via e-mail e ficam disponíveis no Portal IRCC.

Uma vez criada a solicitação do visto e antes do pedido da biometria, as etapas a serem cumpridas são:

  • Confirmation of Online Application Transmission – confirmação que as informações foram enviadas com sucesso;
  • Submission Confirmation – basicamente o mesmo do de cima, significa que todas as informações foram enviadas e as taxas pagas, gerando um Application Number;
  • Client Application Summary – um resumo em pdf de todos os campos preenchidos, ficha por ficha.

Normalmente essas notificações vêm minutos ou horas após o envio do formulário (no nosso caso, vieram quase que imediatamente). A próxima etapa – solicitação da biometria – pode demorar alguns dias.

Coleta da biometria: digitais e foto

A próxima etapa do processo do visto é a coleta da biometria, que nada mais é que a coleta das digitais e de uma foto do rosto do solicitante, que são inseridas nos sistemas canadenses para facilitar a identificação dos estrangeiros.

Para fazer o agendamento da biometria, é preciso ter recebido a notificação que a Biometrics Collection Letter está pronta. Nesta carta constam um código de barras e todas as instruções, e ela deve ser levada impressa no dia da coleta. O solicitante tem até 30 dias após o recebimento da carta para fazer a biometria, caso contrário uma nova taxa será cobrada.



No corpo da carta há um link que direciona para os locais no Brasil que fazem essa parte do processo – para facilitar, deixo aqui o link: https://visa.vfsglobal.com/bra/en/can/attend-centre. Há apenas cinco opções de locais: São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Brasília e Porto Alegre. Basta seguir as instruções clicando no link acima para fazer o agendamento no local desejado (o agendamento é online e é preciso criar um login no site da VSF, a empresa parceira do consulado.

No dia do agendamento, é preciso comparecer pessoalmente munido do passaporte e da Biometric Instruction Letter impressa. Essa é a parte mais chata e improdutiva do processo todo, por dois motivos: é preciso se deslocar até um desses centros de coleta, mas ainda não se pode entregar o passaporte. A coleta da biometria e a análise das informações correm em paralelo, e a entrega do passaporte para a emissão do visto só é solicitada quando os dois processos forem concluídos.

Importante: no dia da biometria é entregue um termo de consentimento, que deve ser assinado e mantido com você até o momento da entrega do passaporte. Cada solicitante recebe o seu. Esse termo é a autorização para que a VSF fique responsável por enviar seu passaporte ao consulado canadense.

Entrega do passaporte para a emissão do visto

Se tudo correu bem, dentro de algumas semanas após a submissão do formulário e da coleta da biometria, você receberá a notificação mais desejada de todas: Original Passport Request. Quando receber essa carta, significa que o consulado conferiu e validou suas informações, assim como recebeu os dados da biometria, e está pronto para te conceder o visto. Ufa! Quase lá!

Pode-se entregar o passaporte pessoalmente, no mesmo local onde foi feita a biometria, ou enviá-lo pelo correio (mediante o pagamento das taxas de envio, obviamente). No dia da coleta da biometria, o(a) atendente da VSF vai fazer essa pergunta e te dar uma folha com as instruções e os custos caso você opte por enviar pelo correio. Nós particularmente achamos bem caro e as instruções meio confusas, mas para quem mora longe é uma boa opção.

Como moramos próximo de São Paulo, optamos por levar os passaportes pessoalmente, economizando assim os custos de envio. Para entrega dos passaportes não é necessário agendamento, basta comparecer ao escritório no horário comercial, levando também os termos de consentimento assinados. Não é necessário também que todos compareçam, apenas uma pessoa da família pode entregar todos os passaportes, desde que estejam acompanhados dos respectivos termos de consentimento.

No momento da entrega pode-se também optar por coletar os passaportes pessoalmente ou o envio por Sedex. Para não ter que retornar a SP, optamos pelo envio pelos correios, mediante o pagamento da taxa de Sedex.

O processamento em si do visto pelo consulado pode demorar alguns dias, mas em geral é bem rápido, mesmo somando os dias do correio. Nossos passaportes chegaram em casa em uma semana após a entrega deles ao escritório em SP.

Prazo total para emissão do visto canadense

O prazo do processo todo para emissão do visto pode variar bastante, mas podemos compartilhar aqui a nossa experiência – no nosso caso, levou um mês exatamente entre a submissão dos formulários e a solicitação dos passaportes, como é possível ver na tela abaixo.



Isso tudo porque não foi exigida nenhuma informação adicional, entrevista ou documentação extra e o processo correu redondo, como deve ser a maioria das vezes. Nós também conseguimos agendar a biometria assim que a carta saiu, o que também agilizou o processo.

Concluído o processo e passaporte em mãos, tudo liberado para planejar sua viagem! E é exatamente neste ponto em que estamos. Logo mais (julho/2024) viajaremos para o Canadá e vamos compartilhar todas as nossas dicas por aqui.

Vale dizer também que esse foi o cenário que encontramos em fevereiro de 2024. As regras de concessão do visto podem se alterar a qualquer momento, por isso indicamos sempre começar pela página Visit Canada para encontrar informações atualizadas.

Dica extra: Não viaje para o Canadá sem seguro viagem! Embora o seguro não seja obrigatório para entrar no país, os serviços médicos no Canadá são caríssimos e ninguém quer ter a péssima surpresa de precisar de assistência médica durante a viagem e voltar com uma dívida gigante. Ainda mais viajando em família, essa é a melhor opção. Faça sua cotação com nosso parceiro Real Seguros e escolha o plano que melhor te atende.

Seguro Viagem Geral 2

Faça como a gente e encontre sua hospedagem pelo Booking!

 

Salve essa imagem no seu Pinterest

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Search

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens desde 2009; e nossos dois malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 14 e 11 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga.

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Reserve sua hospedagem

Booking.com

Vá de carro

Viaje de ônibus

Reserve tours guiados e transfers

Não viaje sem seguro

Seguro Viagem Geral 2

Ofertas aqui

Compre livros e muito mais

Posts Recentes

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Como é o Olival em Cunha

Como é a visita a um dos lugares mais bonitos de Cunha: o Olival, na serra entre Cunha e Paraty.

Continue entre Mochilas e Malinhas

2 respostas

  1. Seu post sobre como tirar o visto canadense é utilidade pública! Com certeza vai ajudar muitos viajantes com esta quantidade de informações sobre o tema!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *