Search

Ópera de Arame e Parque das Pedreiras em Curitiba

Conteúdo atualizado em 25 de fevereiro de 2024

Considerado um dos pontos turísticos mais famosos e cartão postal de Curitiba, visitar a Ópera de Arame é praticamente obrigatório num roteiro pela capital paranaense. Estivemos lá recentemente e pudemos conferir um pouco da programação cultural e acompanhar os shows do palco flutuante, que fazem parte do Festival Vale da Música.

História e origens da Ópera de Arame

Localizada no Parque das Pedreiras, uma área verde no meio da cidade, a Ópera de Arame foi inaugurada em 1992 e é considerada um marco da arquitetura moderna. Construída em apenas 75 dias, sua estrutura toda formada por tubos de aço e vidro parece se integrar totalmente à natureza do entorno – e realmente forma um cenário lindo, que não à toa se tornou um dos pontos turísticos mais conhecidos e visitados de Curitiba.

O espaço onde hoje fica a Ópera de Arame foi uma pedreira por mais de 50 anos, de onde foram retiradas pedras usadas na construção de ruas e edifícios em Curitiba. Na década de 80 a pedreira foi fechada, após uma lei que passou a proibir a extração de pedras dentro da cidade. Todo o terreno ficou abandonado até que em 1991 surgiu a ideia de construir um espaço fechado para eventos, pois muitos deles eram prejudicados por conta do clima – todos sabem da fama do clima de Curitiba, não é mesmo? E foi um assessor da prefeitura quem descobriu o terreno da antiga pedreira, perfeito para abrigar um projeto arquitetônico moderno e integrado à natureza. O responsável pelo projeto de arquitetura da Ópera de Arame foi Domingos Henrique Bongestabs, um arquiteto e professor universitário nascido no Paraná.

Complexo da Ópera de Arame

A Ópera de Arame atualmente é um complexo cultural formado pelo teatro Ópera de Arame, Festival Vale da Música (com shows diários no Palco Flutuante), restaurante Ópera Arte, exposições, Caminho da Mata e, em breve, teleférico que dará acesso à Pedreira. Tudo isso está dentro do Parque das Pedreiras, uma área de preservação ambiental com mais de 100 mil m2 .

Faz parte também do Parque das Pedreiras o Espaço Cultural Paulo Leminski, inaugurado em 1989, com capacidade para abrigar 20.000 pessoas ao ar livre e onde acontecem os maiores shows e concertos de Curitiba.

Se for alugar um carro para passear por Curitiba, clique no link abaixo e faça uma cotação no nosso parceiro Rentcars!

Visitando a Ópera de Arame

Havíamos estado em Curitiba pela última vez em 2015, quando a Ópera de Arame estava em reformas, e nos surpreendemos quando a visitamos novamente agora em 2023. Por sorte ainda pegamos um dia ensolarado (raridade em Curitiba!) e tiramos fotos lindas!

Para entrar, paga-se um ingresso de R$15 (valor em maio/23), o que garante o acesso a todas as áreas do complexo – com exceção dos espetáculos e do consumo no restaurante, obviamente.

A visita começa com aquela fotinho básica na placa de entrada, e logo atravessamos a ponte em cima do lago, que dá acesso ao teatro.

No lago, o Palco Flutuante tem uma programação diária de música instrumental, que faz parte do Festival Vale da Música. Achamos incrível o conceito! O local onde os músicos se apresentam é preso por cordas, e ao final da apresentação o palco é puxado para terra firme. Enquanto estivemos lá, a banda que se apresentou tocou um repertório de rocks clássicos maravilhosos.

Da ponte já é possível acessar o teatro, que tem capacidade para cerca de 1500 pessoas. Por ser todo de vidro, a impressão que se tem é de estar mesmo integrado à natureza ao redor. Mesmo vazio é incrível.

Do lado de fora, na parte de cima, havia uma exposição de arte contemporânea bem interessante, também parte da programação cultural da Ópera. Já na área externa no nível do lago ficam algumas placas com informações sobre o local.

Das laterais do teatro é possível descer e acessar as atrações que ficam na parte de baixo, no nível do lago. O Caminho da Mata é uma pequena trilha com muito verde, com espaços à beira do lago onde é possível chegar bem perto dos patinhos que moram ali.

Também no nível do lago fica o restaurante, que tem uma grande área coberta mas também várias mesinhas do lado de fora, para quem quiser curtir o visual e a música ao vivo.

Também é nessa área, bem na entrada do restaurante, que há uma “parede da fama”, com reproduções das mãos de artistas que já se apresentaram ali, como Alceu Valença, Miguel Falabella e Steve Vai. Ali pertinho também fica a obra Semente, uma forma geométrica que imita um ipê em flor – a gente entra na obra e se sente dentro da flor!

Em resumo: a Ópera de Arame vale a visita, e inclusive é um lugar queridinho dos próprios curitibanos. A combinação toda de natureza, com a mata e o lago, junto à arquitetura do teatro e mais as manifestações culturais (música e exposições) é maravilhosa. Mas para visitar o lugar aos finais de semana e feriados há que se ter paciência – por ser um lugar muito turístico, há sempre filas para entrar e os lugares para sentar à beira do lago são disputadíssimos. Ainda assim, nosso conselho é: arme-se de paciência e vá, vale a pena!

>> Leia também: O que fazer em Curitiba – programas para todos os gostos

Informações adicionais sobre o acesso à Ópera de Arame

Todas as informações sobre horário de funcionamento, valor dos ingressos e programação cultural podem ser consultadas no site Ópera de Arame.

O endereço é Rua João Gava, 920 – Abranches – Curitiba – PR. Há um estacionamento pago na entrada, com capacidade para 40 veículos.

Reserve sua hospedagem em Curitiba pelo nosso parceiro Booking.

Booking.com

Reserve visitas guiadas, excursões e transfers em Curitiba pelo nosso parceiro Civitatis.


Este post é parte de uma blogagem coletiva com o tema ÁGUA. Mais uma iniciativa do Grupo 8on8, do qual fazemos parte, onde os blogs integrantes desenvolvem um tema comum, ilustrando com apenas 8 fotos e publicando no dia 8 de cada mês. Vale conferir os demais posts!


Salve essa imagem no seu Pinterest

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Search

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens desde 2009; e nossos dois malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 14 e 11 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga.

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Reserve sua hospedagem

Booking.com

Vá de carro

Viaje de ônibus

Reserve tours guiados e transfers

Não viaje sem seguro

Seguro Viagem Geral 2

Ofertas aqui

Compre livros e muito mais

Posts Recentes

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Como é o Olival em Cunha

Como é a visita a um dos lugares mais bonitos de Cunha: o Olival, na serra entre Cunha e Paraty.

Chegou o momento das férias

O período de férias do meio do ano é a oportunidade esperada para um merecido descanso e poder desfrutar de uma pausa que permita se

Museu Hering em Blumenau

Um museu interativo que reúne história, cultura e moda em Blumenau, através da história da Cia. Hering.

Continue entre Mochilas e Malinhas

15 respostas

  1. Oi Cintia,
    eu adorei conhecer a Opera de Arame quando estive em Curitiba. Pena que foi para um evento à noite e não consegui explorar muito. Quero muito voltar para ver o espaço com mais calma.
    Deve ser muito legal assistir a um show lá também.
    Ótima dica de passeio em Curitiba.

    Bjs
    Mari

  2. Tenho muitaaaa vontade de conhecer Curitiba, e a Ópera de Arame com certeza não ficaria de fora do meu roteiro. Estou planejando a viagem para o fim do ano e seu blog está ajudando muito. Obrigada pelas dicas!

  3. Conheci a Ópera de Arame quando era criança e nem lembro rs Aí voltei pra Curitiba já com uns 30 anos, mas o passeio do dia atrasou e chegamos na porta da Ópera já na hora de fechar e não entrei.. Resultado – ficou pendências (essa e outras) pra voltar pra Curitiba mais uma vez rs

    1. Gostamos muito de arquitetura e ficámos entusiasmados com o conceito. Parece ser um edifício bem integrado na natureza. O palco flutuante também parece muito interessante. Vou querer conhecer.

  4. Curitiba é uma cidade muito gostosa de visitar, com muito verde e muitos parques bem cuidados e bastante tradicionais. A Ópera de arame é um desses lugares que são obrigatórios em uma visita a Curitiba, mesmo para quem já foi mais de uma vez

  5. Oi, Cíntia.
    Visitei a Ópera de Arame e Parque das Pedreiras em Curitiba alguns anos atrás e tive uma ótima impressão desta atração que surpreende à todos que a visitam.
    Os shows no palco flutuante contribuem para que a experiência da visita seja ainda mais interessante. Pretendo voltar à Curitiba com minha família, com certeza a Ópera de Arame e Parque das Pedreiras estarão novamente no meu roteiro.
    Grande beijo e parabéns pelo ótimo post!

  6. Realmente a Ópera de Arame de Curitiba é uma atração imperdível da cidade. Aliás, acho Curitiba bastante preparada para atender aos turistas. Faz anos que fomos lá a última vez, quero voltar com meu filho, que ainda não conhece a cidade.
    Amei séculos e fiquei cheia de vontade de voltar.
    Beijos.

  7. Oi Cintia, adorei saber desse passeio lindo pela Ópera de Arame e o Parque das Pedreiras em Curitiba. Que lugar maravilhoso né? Sempre ouvi falar super bem de lá. Já quero conhecer

  8. Eu gostei de conhecer a Ópera de Arame, mas não fui no Parque das Pedreiras em Curitiba, gosto muito dessa cidade os parques são lindos.

  9. A Ópera de Arame e o Parque das Pedreiras é um lugar imperdível em Curitiba! Eu amei conhecer e tomar um café lá. Pena que não consegui ver a apresentação na estrutura principal. Pelo menos vi um show no palco flutuante! Parabéns pelo post, adorei relembrar esses momentos agradáveis!

  10. A ópera de arame é um dos lugares que mais tenho vontade de conhecer em Curitiba! Obrigada pelas dicas, seu blog tá me ajudando muito a planejar minha viagem. Abraço!

  11. Já estive algumas vezes na Ópera de Arame e é sempre um bom lugar para visitar várias vezes! Tanto durante o dia para explorar o parque quanto a noite durante os eventos. Muito show legal rola nesse lugar, sem falar na arquitetura incrível!

  12. O meu lugar preferido de Curitiba, amei a vista, a energia e as apresentações. Com certeza é uma experiência imperdível para qualquer um

  13. Estive na Ópera de Arame há muitos anos e muito rapidamente, e quando voltei recentemente foi à noite, num evento bem legal com jantar e música ao vivo no lago, foi mágico.

    Puxa, não me lembro dessa parede da fama… Gosto muito de Curitiba justamente pela quantidade de parques da cidade, e o Parque das Pedreiras é bem legal, né?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *