Onde nasce o rio Tietê: Parque Nascentes do Tietê em Salesópolis

Quem passa pela Marginal Tietê na cidade de São Paulo pode nem imaginar que aquele rio judiado e fedorento nasce a pouco mais de 100 km dali, um fiozinho de água límpida em meio a uma reserva de mata atlântica.

Esse rio tão paulista – cruza 62 municípios dentro do estado de SP – e tão importante historica e economicamente, tem uma peculiaridade: ao contrário da maioria dos rios, ele corre para o interior e não para o mar. Nasce na Serra do Mar, mais especificamente no pequenino município de Salesópolis, e percorre mais de mil quilômetros pelo estado até desaguar no majestoso rio Paraná.

E apesar de ser um rio tão importante, a nascente do Tietê só foi mapeada em 1954, encontrada dentro de uma propriedade particular onde a mata nativa estava completamente devastada. E somente em 1990 a nascente foi tombada como patrimônio arqueológico, etnográfico e paisagístico, tendo início então o processo de reflorestamento da área. Hoje o parque (aberto para visitação desde 1996) abrange uma área de mais de 1 milhão de metros quadrados, englobando uma importante região de mananciais.

entrada do Parque Nascentes do Tietê

O Parque Nascentes do Tietê recebe cerca de 30 mil visitantes por ano, em sua maioria para visitas monitoradas de escolas, mas é possível visitá-lo independentemente de grupos. A entrada é baratinha (R$ 6/pessoa em março/22) e nos fins de semana sempre há um guia disponível para acompanhar os visitantes e dar detalhes da história do parque e do rio. E adianto: vale muito a pena fazer a visita acompanhado, é muito bacana conhecer os detalhes!

detalhe na entrada do parque

O parque é administrado pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) do estado de São Paulo e conta com 4 trilhas curtinhas pela mata (da Nascente, da Araucária, da Pedra e do Bosque), um museu iconográfico com fotos sobre diversos aspectos históricos e geográficos do rio, as cidades que percorre e a eclusa de Barra Bonita, e uma sala das águas, onde é possível observar a qualidade das águas do rio coletadas nas cidades por onde ele passa.

início das trilhas
Sala das Águas

Mas a maior atração é mesmo poder tomar a água limpinha da nascente… é até difícil acreditar que a origem do Tietê é aquele filetinho de água saindo por entre as pedras. E triste também, sabendo que a pouco mais de 1 hora de viagem dali o rio está tão poluído que o cheiro chega a ser insuportável 😥 

tomando a água na nascente

Ali na nascente a água é tão cristalina que é possível ver o fundo arenoso e montes de bichinhos boiando – segundo a guia nos informou, o fato dos bichinhos estarem ali em tão grande quantidade é um atestado da pureza da água. Nem preciso dizer que os malinhas amaram a experiência e fizeram mil perguntas, como crianças curiosas que são 😄

Um pouquinho à frente da nascente também é medida a vazão da água, que pode variar bastante ao longo do ano, de acordo com o regime das chuvas.

local da medida de vazão
registro da vazão próximo à nascente

Em resumo: é um passeio muito bacana, especialmente para quem é paulista e para as crianças.

Confira também nosso post sobre o Memorial do Rio Tietê em Salto

👉 Onde fica o Parque Nascentes do Tietê:

Estrada do Pico Agudo, altura do km 6, no bairro Pedra Rajada, Salesópolis. Acesso no km 107,5 da SP-088.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 8h às 17h

Telefone: (11) 4696-1718

Site: Parque Nascentes do Tietê

👉 Este post é parte de uma blogagem coletiva com o tema RIOS. Mais uma iniciativa do Grupo 8on8, onde um grupo de blogs desenvolve um tema comum, ilustrando com apenas 8 fotos e publicando no dia 8 de cada mês. Confiram os demais posts: 

 

📌 Chicas Lokas na Estrada | Encontro das Águas em Manaus

📌 Destinos Por Onde Andei… | Passeio de barco pelo Vale do Douro, Portugal

📌 Let’s Fly Away | Rafting no Jalapão: o Rio Novo e a Cachoeira da Velha [8on8]

📌 Mulher Casada Viaja | Cruzeiro no Rio Nilo, esse gigante

📌 Travel Tips Brasil | Vinícolas no Douro: passeios imperdíveis em Portugal

📌 Viajante Econômica | City tour de barco em Frankfurt am Main

 

 Salve essa imagem no seu Pinterest 👇-

 

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens (mentais ou reais) desde 2009; e nossos 2 malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 12 e 10 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga. Às vezes somos 5, quando meu enteado, atualmente com 19 anos, nos acompanha – os malinhas amam quando o irmão mais velho está junto!

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Vá de carro

Compre suas passagens

Não viaje sem seguro

Leia com a gente

Posts Recentes

Continue entre Mochilas e Malinhas

10 respostas

  1. Nunca tinha ouvido falar do Parque Nascentes do Tietê, Cíntia, que lugar especial, onde nasce este rio tão importante para o estado e cidade de São Paulo.
    Ainda bem que descobriram a nascente a tempo e foi tombada, evitando assim um dano ecológico muito maior, e a criação do parque permite a continuidade deste cuidado e a oportunidade de visitação e aprendizado, principalmente para as crianças, criando uma consciência ecológica desde cedo.
    Muito bacana, parabéns pelo post!

  2. Incrível!!! Como é que uma nascente tão pequena se transforma em um rio enorme. A Natureza é sensacional. Adorei conhecer esse parque pelo seu post. Nunca tinha lido sobre o passeio e achei muito bonito e interessante. O tipo de programa que eu gosto de fazer.

  3. Cintia, eu sabia que você encontraria um recorte legal para o tema Rio. Realmente, foi bem tardia a marcação da nascente do Rio Tietê, assim como será sua despoluição – se houver. Estivemos na nascente do riacho do Ipiranga, aquele do hino rsrs, já foram? Fica no Jardim Botânico, ao lado do Zoo.

  4. Muito bom saber da existência do Parque Nascentes do Tietê! Adoraria conhecer a nascente deste rio tão importante, mas também tão afetado pela ação humana. Só desejo que políticas voltadas à despoluição se tornem uma realidade!

  5. Cíntia, tenho muita vontade de conhecer este Parque das Nascentes do Rio Tietê. Só de pensar que ele tem até amostras das águas em diversos pontos do Rio, já me desperta muita curiosidade. Qualquer hora vou dar um pulo lá. Beijos

  6. Nunca tinha ouvido falar do rio Tiete nem do Parque Nascentes do Tiete. Mas fiquei encantada com o seu post, parecendo ser um local incrivel para visitar com crianças.

  7. Levar nossos filhos para estar em contato com a natureza é tudo de bom né? Amo passeios assim… Já salvei as dicas, pois pretendo levar meu filho para conhecer a nascente do Tiete. Boa dica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *