Search
Trilha do Bauzinho

Trilha do Bauzinho em São Bento do Sapucaí com crianças [+ onde comer na cidade]

Conteúdo atualizado em 25 de janeiro de 2024

Vizinha menos conhecida de Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí é uma linda cidadezinha localizada na Serra da Mantiqueira e onde fica a famosa Pedra do Baú. Com uma altitude total de 1950 metros, o Complexo do Baú, como também é conhecido, é uma enorme formação rochosa que compõe um dos principais cartões postais da Serra da Mantiqueira. O complexo é formado por três rochas: a Pedra do Baú, a maior e mais alta com 1950 m; o Bauzinho, com 1700 m; e a Ana Chata, com 1600 m de altitude.

O complexo fica dentro de uma área protegida, o Monumento Natural Estadual da Pedra do Baú, cujo acesso fica na estradinha que liga Campos do Jordão a São Bento do Sapucaí. No mapinha esquemático abaixo fica mais fácil entender como se interligam as diferentes cidades da região.

Roteiro rodoviário Serra da Mantiqueira-Vale do Paraíba. Fonte: revista Viagem e Turismo

Mais posts de lugares lindos na Serra da Mantiqueira: confira também nossas dicas de passeios imperdíveis em Campos do Jordão e o que fazer em Santo Antonio do Pinhal

Como chegar ao Complexo da Pedra do Baú

A estrada entre Campos do Jordão e São Bento do Sapucaí tem cerca de 40 km de extensão e é uma atração à parte: cheia de curvas e em meio a lindas paisagens, só por isso vale o passeio. O acesso ao complexo fica exatamente no meio do caminho, na altura do km 22, e dali são mais 4 km de estrada até a entrada (alguns trechos de terra, mas nada que impeça um carro comum de chegar).

Como é o Complexo da Pedra do Baú

Chegando à entrada do complexo, os responsáveis explicam aos visitantes que ali não é um parque e sim um monumento natural, uma área protegida com o objetivo de preservar e explorar o turismo de forma sustentável e organizada. A foto acima é antiga e hoje (março/2023) o valor da entrada é R$ 18 por pessoa (menores de 12 anos não pagam).

Na entrada há uma estrutura com banheiros e uma cantina, com comida e bebida à venda. Há também um estacionamento gratuito.

Quem estiver acompanhado de crianças menores que 4 anos ou adultos maiores que 60 está autorizado a subir de carro o trecho até o início das trilhas propriamente ditas, cerca de 1 km de subida. Como não era o nosso caso, deixamos o carro no estacionamento e subimos a pé.

Essa primeira etapa é comum a todas as 4 trilhas disponíveis do complexo e, apesar de ser um trecho mais íngreme, é bem tranquilo de se fazer. No caminho até o início das trilhas há um mirante com vista panorâmica de um dos lados da Pedra do Baú.

O resto do caminho é bem tranquilo, de terra batida em meio à vegetação – com sorte, dá pra ver alguns animaizinhos por ali.

Como é a trilha do Bauzinho

Início das trilhas do Complexo da Pedra do Baú

Das quatro trilhas disponíveis no complexo, a trilha do Bauzinho é a mais curta e mais fácil. As demais são consideradas difíceis pois são bem mais longas e envolvem trechos de escalada. Do ponto de início, esse da foto acima, são menos de 500 m até a Pedra do Bauzinho, com um pequeno trecho um pouquinho mais complicado por ser no meio das pedras.

Do topo da pedra do Bauzinho (a mais de 1800 m de altura) tem-se uma vista linda da serra da Mantiqueira e da divisa entre São Paulo e Minas Gerais. O visual das montanhas é incrível!

Da pedra do Bauzinho vê-se o lado mais “magrinho” da Pedra do Baú (que é a rocha mais alta, com cerca de 1900 m). Os mais destemidos podem seguir um pouco mais adiante do topo do Bauzinho e ficar ainda mais perto da Pedra do Baú.

Já estivemos no Complexo da Pedra do Baú duas vezes, em 2017 e agora em 2023, com os malinhas em diferentes fases, mas podemos afirmar que fazer a trilha do Bauzinho sem dúvida é um programa delicioso em família! E vale enfrentar os poucos metros de subida, mesmo aqueles com pouca experiência em trilhas ou condicionamento físico. Só fica o alerta para ter muito cuidado com as crianças, pois há pontos íngremes sem nenhuma proteção.

em 2017
em 2023 – família que faz trilha unida permanece unida

Onde comer em São Bento do Sapucaí com vista para a Pedra do Baú

A cidade de São Bento do Sapucaí, embora pequenina, oferece muitas opções de restaurante bons. Neste post vamos recomendar dois deles, onde já fomos e que têm uma vista linda para a Pedra do Baú.

Restaurante Pedra do Baú

Um dos mais famosos restaurantes da cidade, o Restaurante Pedra do Baú fica bem perto do Complexo da Pedra do Baú e para chegar lá nem é preciso entrar em São Bento do Sapucaí. O acesso para o restaurante é via uma estradinha que sai da rodovia que liga Campos do Jordão a São Bento, basta seguir alguns quilômetros e ficar atento às placas que indicam o restaurante.

O restaurante fica praticamente aos pés da Pedra do Baú, e a vista lá de cima é maravilhosa: de um lado, a serra; do outro, a Pedra do Baú. O sistema é tipo buffet à vontade com preço fixo. Mas atenção: ele só abre aos finais de semana e feriados.

Vista do deque do Restaurante Pedra do Baú

A área externa do restaurante é bem agradável, com estacionamento, um empório e um parquinho com brinquedos de madeira que os malinhas adoraram.

Para quem quiser se hospedar ali, há dois chalés para alugar que comportam até 3 hóspedes (detalhes aqui). E também é possível iniciar trilhas para as pedras do Complexo saindo do Restaurante Pedra do Baú, pois eles mantêm parceria com uma das operadoras de turismo da cidade e que faz esses passeios.

Endereço, contato e horários de funcionamento, consulte aqui: Restaurante Pedra do Baú

Restaurante Trincheira

Localizado um pouco mais distante do Complexo da Pedra do Baú, para chegar ao Restaurante Trincheira é preciso atravessar o centro da cidade de São Bento do Sapucaí e seguir sentido Quilombo.

Vista externa do Restaurante Trincheira, com a Pedra do Baú ao fundo

Localizado no topo de um morro, no Restaurante Trincheira é possível almoçar com essa vista linda aí da foto acima: dá para ver as crianças brincando e atravessando a ponte suspensa de madeira, com a serra e a Pedra do Baú ao fundo.

A comida é deliciosa e o ambiente é lindo. Depois de comer ainda é possível caminhar pelo entorno, admirando a vista, tomar um café no empório ou dar uma olhadinha no ateliê ali ao lado, e ainda relembrar um pouco da nossa História no pequenino Museu da Revolução de 32, que fica numa casinha de pau-a-pique ao lado do restaurante.

Quem quiser pode também se hospedar ali, na charmosa Pousada do Quilombo, que fica anexa ao restaurante. Sei que nós ficamos apaixonados pelo lugar e já planejamos passar um fim de semana ali!

Endereço, contato e horários de funcionamento, consulte aqui: Restaurante Trincheira


Ecoturismo com crianças é bom demais!

A gente ama e tem muito conteúdo aqui no blog sobre isso, confiram só:


Salve essa imagem no seu Pinterest

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Search

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens desde 2009; e nossos dois malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 14 e 11 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga.

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Reserve sua hospedagem

Booking.com

Vá de carro

Viaje de ônibus

Reserve tours guiados e transfers

Não viaje sem seguro

Seguro Viagem Geral 2

Ofertas aqui

Compre livros e muito mais

Posts Recentes

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Como é o Olival em Cunha

Como é a visita a um dos lugares mais bonitos de Cunha: o Olival, na serra entre Cunha e Paraty.

Chegou o momento das férias

O período de férias do meio do ano é a oportunidade esperada para um merecido descanso e poder desfrutar de uma pausa que permita se

Museu Hering em Blumenau

Um museu interativo que reúne história, cultura e moda em Blumenau, através da história da Cia. Hering.

Continue entre Mochilas e Malinhas

12 respostas

    1. Desculpe a demora na resposta, estávamos viajando! Espero que tenha conseguido chegar. A indicação está no post, basta seguir as indicações para o MoNa Pedra do Baú.

  1. Que passeio legal esse da trilha do Bauzinho. Ainda mais quando feito em família. Um visual perfeito para compensar o esforço da trilha.

  2. Eu adoro a Trilha do Bauzinho em São Bento do Sapucaí, vou ali desde criança! O local me traz muitas memórias boas de minha infância! Adoro também a trilha do Baú, a grande. Já me aventurei muito por ali, mas me parece que a face sul está atualmente interditada. Parabéns pelo lindo post!

  3. Que dica legal! Não dá para deixar de visitar São Bento do Sapucaí, tão pertinho de Campos do Jordão! E fazer a fazer a Trilha do Bauzinho com as crianças deve ser um super programa!

  4. Sempre pensei que Campos de Jordão fosse um destino para casal, mas agora que encontrei esse post sobre a trilha do Bauzinho que fica bem perto da cidade, mudei os planos. Se dúvida é um passeio para fazermos em família e agradar a todos.

  5. Adoro as suas dicas que mostram que programas que normalmente seriam vistos exclusivos para adultos podem ser bons para crianças. É o caso de uma trilha! Amei seu relato sobre a Trilha do Bauzinho!!!

  6. Gostei muito do seu artigo sobre a Trilha do Bauzinho! Ainda não conheço, mas tenho muita vontade. Obrigada por compartilhar 🙂

  7. Eu amo este tipo de passeio e já quero fazer a Trilha do Bauzinho em São Bento do Sapucaí. As fotos estão lindas!! Os restaurantes que você citou parecem ser ambientes bem agradáveis!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *