Search

Museu Republicano e mais dicas de Itu

Conteúdo atualizado em 25 de março de 2024

A cidade de Itu, a cerca de 100 km de São Paulo, ficou conhecida nacionalmente como a cidade do exagero por conta das piadas de um famoso comediante da década de 70 – como ele era ituano, um dia arriscou uma piada sobre o tamanho dos objetos de sua terra natal, e foi então que a fama pegou. A cidade se aproveitou disso e começou a fazer jus à fama, quando foram instalados um semáforo e um orelhão gigantes na Praça da Matriz, no centro, e proliferaram as lojinhas vendendo souvenirs de todo tipo em tamanho GG.


Se for alugar um carro para passear por Itu, clique no link abaixo e faça uma cotação no nosso parceiro Rentcars!


Importância de Itu na História do Brasil

Na verdade a cidade de Itu tem uma importância histórica muito maior que essa fama do exagero. Até meados de 1860, Itu era uma cidade muito rica e importante na então província de São Paulo devido à cultura da cana de açúcar. Com a crise mundial do açúcar, os ricos fazendeiros da região, insatisfeitos com o governo imperial, passaram então a articular o movimento republicano. Foi em Itu que ocorreu a primeira convenção republicana, originando o Partido Republicano Paulista e fazendo com que a cidade ficasse conhecida como “Berço da República”. Não à toa há muitos lugares públicos na cidade batizados com “convenção”

Refrescada a memória dessa parte da História do Brasil, vamos ao que interessa: o lindo Museu Republicano, que ocupa uma casa construída no final do século 19 e que conta a história da cidade dentro do contexto histórico em que ela progrediu.

Museu Republicano de Itu

O edifício onde hoje é o Museu Republicano pertencia originalmente à família Almeida Prado, mas em 1921 – ano do cinquentenário da Convenção Republicana – se tornou museu e foi incorporado ao Museu Paulista da USP (do qual faz parte também o Museu do Ipiranga, na capital).

O acervo é bem eclético e pouco manteve da disposição da casa original. Há muitos móveis, objetos e documentos de época, mas a intenção não é mostrar como era a residência e sim dar um panorama histórico do período de final do império e início da república, bem como contar um pouco da história da cidade.

Já no saguão vê-se clara essa intenção: as paredes azulejadas mostram cenas da história de Itu junto a momentos importantes da história do Brasil. Vale dizer que o conjunto é lindo e já causa um impacto ao visitante.

Na sala à esquerda do saguão ficam expostos objetos e pinturas relacionados à história e reconstrução da casa, fotos dos primeiros edifícios da cidade, um painel explicando a importância da cultura da cana de açúcar para a região, e um pedaço de rocha tipo varvito, abundante na região e muito utilizada para revestir as calçadas da cidade.

Subindo as escadas tem-se acesso às outras salas da casa. Alguns cômodos são réplicas de como se vivia no final do século 19, como por exemplo uma sala de jantar, com a mesa posta, um quarto de dormir, e a estrela do museu: uma recomposição da “Sala da Convenção”, com os retratos dos participantes na parede.

De uma das janelas do primeiro andar também se vê o jardim e seu desenho perfeito, um dos lugares mais bonitos da casa.

A última parte do museu fica descendo as escadas: uma sala com documentos, histórias e retratos de figuras importantes da cidade de Itu (inclusive uma parede cheia de caricaturas de um artista local). Na última sala, já próxima da saída, muitas informações sobre o transporte fluvial e a rota das monções entre os séculos 18 e 19. Ali fica exposta também uma parte de um “canoão”, uma embarcação de origem indígena, enorme em tamanho, capaz de transportar toneladas em carga e pessoas, muito utilizada nas expedições entre São Paulo e Mato Grosso.

Um pouco do centro histórico de Itu

Quem quiser esticar o passeio, é possível conhecer um pouco do centro histórico de Itu. Saindo do Museu Republicano, é possível ir caminhando até a praça da matriz, a poucos metros do museu, e ver o famoso orelhão gigante. Vale a pena também entrar na Igreja Matriz, cujo interior está em processo de restauração e é lindíssima – toda a parte próxima ao altar já está concluída.

Ao redor da praça também se concentram as lojinhas dos souvenirs gigantes – portanto, se quiser levar um lápis ou uma escova de dentes enorme, ou ainda tomar o famoso “sorvetão de Itu”, ali é o lugar!

Mais informações sobre o Museu Republicano de Itu

A entrada no museu é gratuita, e a programação de eventos e horários de funcionamento podem ser consultados no perfil do Instagram @museurepublicano.

O museu fica na Rua Barão de Itaim, 67 – Centro.

>> Quer conhecer mais da cidade de Itu? No blog Turistando com a Lu tem um post com muitas dicas de hospedagem e roteiros: O que fazer em Itu no interior de São Paulo

>> Quer continuar o passeio pela região? Abaixo outras opções de museus e atrações ótimas próximos de Itu:

  • Museu da Cidade de Salto e Parque da Rocha Moutonnée, em Salto – post aqui
  • Memorial do Rio Tietê, em Salto – post aqui
  • Museu da Água, em Indaiatuba – post aqui
  • Adegas e restaurantes de Jarinu e Jundiaí – post aqui

Encontre sua hospedagem na região de Itu pelo nosso parceiro Booking.

Booking.com

Salve essa imagem no seu Pinterest

https://br.pinterest.com/pin/562175965986228476/

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Search

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens desde 2009; e nossos dois malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 14 e 11 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga.

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Reserve sua hospedagem

Booking.com

Vá de carro

Viaje de ônibus

Reserve tours guiados e transfers

Não viaje sem seguro

Seguro Viagem Geral 2

Ofertas aqui

Compre livros e muito mais

Posts Recentes

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Como é o Olival em Cunha

Como é a visita a um dos lugares mais bonitos de Cunha: o Olival, na serra entre Cunha e Paraty.

Chegou o momento das férias

O período de férias do meio do ano é a oportunidade esperada para um merecido descanso e poder desfrutar de uma pausa que permita se

Museu Hering em Blumenau

Um museu interativo que reúne história, cultura e moda em Blumenau, através da história da Cia. Hering.

Continue entre Mochilas e Malinhas

3 respostas

  1. Quando ouço falar em Itu, a única coisa que me vem à cabeça é que lá tudo é gigante, engraçado isso. Que bom que a cidade não se resume a isso, tem um Museu Republicano e outras atrações independentes da fama que tem, é uma surpresa pra mim.

  2. Obrigada pelas dicas incríveis sobre o Museu Republicano e outros pontos de Itu! Fiquei animada para explorar essa cidade cheia de história e charme. Seu artigo foi muito útil na minha pesquisa de viagem. Parabéns pelo conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *