Search

Crônicas de viagem: para inspirar e viajar sem sair de casa

Conteúdo atualizado em 29 de novembro de 2023

Ler crônicas de viagem pode ser uma maneira emocionante e enriquecedora de se preparar para uma viagem futura, aprender sobre diferentes culturas ou simplesmente encontrar inspiração. É uma oportunidade de expandir seus horizontes e ver o mundo através dos olhos de outros viajantes, sem sair de casa. E histórias de viagem podem também ser uma companhia perfeita para uma viagem de verdade! Uma leitura leve para quem estiver viajando e não quiser se preocupar com grandes e intrincadas narrativas.

Selecionamos aqui alguns livros com crônicas e histórias de viagens que certamente os viajantes vão amar!

Um Lugar na Janela (de Martha Medeiros)

Não dá para começar uma lista de livros de crônicas de viagem sem mencionar Martha Medeiros. Exímia cronista do cotidiano, autora de vários best-sellers, colunista de jornais, poetisa – são muitos os talentos dessa escritora gaúcha. Mas o que realmente a tornou conhecida foram suas histórias de viagem, que são deliciosas e com as quais todo viajante se identifica, em maior ou menor grau. Seu livro mais famoso de crônicas de viagem, Um Lugar na Janela, foi tão bem-sucedido que deu origem a duas continuações: Um Lugar na Janela 2 e Um Lugar na Janela 3.

Mas Você Vai Sozinha? (de Gaía Passarelli)

De autoria da jornalista, apresentadora e escritora Gaía Passarelli, Mas Você Vai Sozinha? é um apanhado de suas histórias de viagem. Com um tom quase de conversa com o leitor, ela conta um pouco das suas várias experiências viajando sozinha – situações inusitadas, perrengues de todos os tipos, mal-entendidos e finais felizes, de Nova York à Índia. A intenção não é exatamente incentivar os leitores (ou melhor, as leitoras) a fazer o mesmo, e sim compartilhar a sua vivência como mulher viajante, com coragem, ousadia e sem preconceitos. Eu adorei o livro e já compartilhei com muitas amigas viajantes!

Memórias Impublicáveis de Viagens (de Amanda Trintim)

Mais um livro de viajante para viajante: Memórias Impublicáveis de Viagens é uma coletânea de histórias da jornalista e blogueira Amanda Trintim. Segundo ela mesma, suas crônicas misturam realidade e ficção e têm um tom muito pessoal, sempre enfatizando que qualquer lugar do mundo pode ser uma experiência surpreendente – e o resultado é um livro leve e divertido.

No seu blog As Viagens de Trintim a autora compartilha outras crônicas, além de ótimas dicas de viagem.

Fazendo as Malas (de Danuza Leão)

Danuza Leão amava viajar e viajava sempre em grande estilo! Mas ao contrário dos livros e autoras anteriores, o tom dela é mais de luxo e apreciação do que mochilões e perrengues rsrs. Em Fazendo as Malas ela nos faz sentir um pouco ricos também, quando compartilha – com toda a simplicidade de sua alma extravagante – como se inspirou e se preparou para uma curta viagem a algumas cidades da Europa, levando três malas enormes e sem poupar com passagens, hotéis e restaurantes. E apesar dessa não ser a realidade da maioria dos seus leitores, em nenhum momento ela soa arrogante: suas histórias são leves e divertidas.

O sucesso do primeiro livro foi tanto que gerou um segundo, De Malas Prontas, onde os destinos foram São Paulo, Buenos Aires, Berlim e Londres.

Todos os ventos levam a Disney: uma mãe, três crianças, e o lugar mais mágico do mundo (de Débora Alouan)

Perrengues de mãe rendem ótimas histórias, e não seria diferente com mães viajantes. Débora Alouan é uma mãe de três, ilustradora e escritora, que divide seu cotidiano no divertidíssimo blog Filhos em Quadrinhos. E uma de suas “aventuras” de mãe, publicada no blog e nas suas redes sociais, rendeu o livro Todos os Ventos levam à Disney, uma verdadeira saga até o lugar supostamente mais mágico do mundo para as crianças (e para muitos adultos também), com desfecho prematuro e inesperado. O final não é exatamente feliz, mas (sem dar spoiler) todos sobreviveram sem sequelas rsrs

Também baseado nos seus posts do blog, a autora publicou Filhos em Quadrinhos, em que situações cotidianas com seus filhos (sejam elas divertidas, tragicômicas ou simplesmente normais quando se tem crianças em casa) se transformaram em “crônicas de amor e caos”, como diz o subtítulo.

De Istambul a Nova Délhi: Uma Aventura pela Rota da Seda (de Guilherme Canever)

Guilherme Canever é um viajante aventureiro muito conhecido no meio dos blogs de viagem por ser especialista em viagens que ninguém mais faz, por países que não existem oficialmente e/ou difíceis de chegar. Mais do que servir como inspiração, acredito que ele funcione como uma espécie de alter ego para as pessoas comuns, que dificilmente se proporiam a fazer viagens complicadas assim (afinal, o mundo é tão grande e há tantos lugares lindos e mais acessíveis, não é mesmo?). No seu livro De Istambul a Nova Délhi: Uma Aventura pela Rota da Seda ele faz o que é a sua especialidade: um roteiro complicadíssimo seguindo o antigo trajeto da Rota da Seda, descobrindo lugares, costumes e tradições que pouquíssimos turistas se atrevem a conhecer.

Na mesma linha, o autor tem também os livros Uma Viagem Pelos Países que não Existem, sobre países não reconhecidos oficialmente, e Destinos Invisíveis (uma Nova Aventura Pela África), onde ele percorre 18 países no continente africano.

O segredo da Dinamarca: Descubra como vivem as pessoas mais felizes do mundo (de Helen Russell)

Que os países da Escandinávia são os melhores para se viver, todo mundo já sabe. Mas qual a razão da Dinamarca, o menor país dentre eles, estar sempre no topo dos países mais felizes do mundo? É isso que a jornalista inglesa Helen Russell tenta descobrir quando se muda para lá, usando de todo o seu tempo livre e seu talento investigativo. A cada capítulo de O Segredo da Dinamarca ela se debruça sobre um determinado aspecto da sociedade dinamarquesa, ao mesmo tempo em que vai narrando suas próprias experiências (e perrengues) no novo país. Um resumo para nós, brasileiros? Fica claro que a segurança econômica é fator determinante na tal felicidade, assim como vários outros aspectos culturais que não temos (a crença mais forte no coletivo que no individual, por exemplo). Mais do que uma simples crônica de viagem, é um livro que vale a pena ler e refletir.

>>>> Todos os títulos dos livros citados neste post são clicáveis e levam ao site da Amazon, nosso parceiro. Comprando por um desses links, você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar produzindo conteúdo atualizado e de qualidade! <<<<

Leia também nossos outros posts com dicas de livros para viajar sem sair de casa

Histórias de mulheres:

Livros para viajar e refletir:


Salve essa imagem no seu Pinterest

Gostou? Compartilhe!

Planeje sua viagem!

Utilizando os links dos nossos parceiros abaixo, você não paga nada a mais e nos ajuda a continuar produzindo conteúdo bacana e atualizado.

Search

Quem Somos

Somos uma família de 4: eu, Cíntia, engenheira de formação mas que sempre gostei de escrever e viajar; marido, que me acompanha nas viagens desde 2009; e nossos dois malinhas, Letícia e Felipe, atualmente com 14 e 11 anos, que carregamos por todos os lugares desde que ainda estavam na minha barriga.

Fazemos Parte

Siga no Facebook

Siga no Pinterest

Siga no Instagram

Reserve sua hospedagem

Booking.com

Vá de carro

Viaje de ônibus

Reserve tours guiados e transfers

Não viaje sem seguro

Seguro Viagem Geral 2

Ofertas aqui

Compre livros e muito mais

Posts Recentes

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Como é o Olival em Cunha

Como é a visita a um dos lugares mais bonitos de Cunha: o Olival, na serra entre Cunha e Paraty.

Chegou o momento das férias

O período de férias do meio do ano é a oportunidade esperada para um merecido descanso e poder desfrutar de uma pausa que permita se

Museu Hering em Blumenau

Um museu interativo que reúne história, cultura e moda em Blumenau, através da história da Cia. Hering.

Continue entre Mochilas e Malinhas

Livros para refletir sobre o racismo

No mês da Consciência Negra, alguns livros para refletir sobre o racismo, suas origens e consequências, em tempos e países diversos.

Chegou o momento das férias

O período de férias do meio do ano é a oportunidade esperada para um merecido descanso e poder desfrutar de uma pausa que permita se

8 respostas

  1. Adorei a sua lista de livros de crónicas de viagem, ainda que não conheça nenhum deles rs. Sabe que o Guilherme Canaver é um dos convidados do nosso ABVP Travel Fest de 2023? Muito curiosa para o conhecer

    1. Ruthia, ele não é o meu preferido dessa lista (acho que ele soa meio machista em algumas situações) mas sem dúvida é um viajante aventureiro e com certeza tem boas histórias para compartilhar.

  2. Amo dicas de livro. Já li “Mas Você Vai Sozinha?” e gostei muito. Eu acredito que os livros também podem nos levar a muitos lugares. Vou ler os outros livros do post!

  3. Amei as suas dicas de crônicas de viagem! São uma inspiração. Os livros da Danuza Leão são deliciosos!! E Martha Medeiros sempre inspiradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *